Mini-Handebol: todos podem atuar como goleiro







No mini-handebol tudo é pensado e desenvolvido para fazer o bem às crianças, ao ser humano, à educação e ao esporte. É o modo como o handebol, ainda na década de 70 na Dinamarca, diante de toda riqueza de possibilidades, iniciou sua contribuição para a formação integral das crianças, promoção da modalidade e trabalho em conjunto com as famílias.

Portanto, várias regras são adaptadas para facilitar o aprendizado. uma dessas regras é o goleiro. Se no handebol comum, só o goleiro pode entrar na área de defesa, no mini-handebol todos podem atuar como goleiros. Para isso, devem trocar a camisa, que é de outra cor. Em cada tempo de jogo é importante ter um goleiro diferente, e todos os participantes devem atuar, de forma obrigatória, sete minutos em cada período da partida. Além disso, as equipes podem ser mistas, ou seja, podem ser formadas tanto por meninos quanto por meninas.

Há outras regras que foram adaptadas para facilitar o aprendizado do handebol.  A bola é mais leve, a trave tem uma altura menor, há um numero menor de jogadores, o jogo dura menor, dentre outras.

Os benefícios com a prática e a introdução do mini-handebol nos diversos locais onde isso é possível são inúmeros, porém não fido ca restrito "somente" ao que a modalidade pode proporcionar às crianças

O mini handebol é uma adaptação do handebol para crianças de 06 a 10 anos.
Todas as regras, espaços e materiais foram pensados para que as atividades proporcionem grandes benefícios e bons momentos aos praticantes. O curso Mini-Handebol online ministrado pelo professor Diego Melo de Abreu e é destinado à todos profissionais e entidades que querem aprofundar os conhecimentos acerca das teorias e práticas do mini handebol. Saiba mais aqui!



Você não pode perder:

Ganhe o Ebook: Handebol - 25 jogos pré-desportivos
Receba os posts desse blog por email
Grupos de Whatsapp sobre vários Esportes


Comente:

Nenhum comentário